Apoiadores da greve dos petroleiros são reprimidos em frente à Refap | SindimetrôRS
31 maio 2018
31 maio 2018,
 0

Um protesto com a participação de diversas entidades foi realizado na manhã desta quarta-feira, 30, em apoio à greve de 72 horas dos petroleiros. A categoria luta contra a privatização da Petrobras e pela redução nos preços dos combustíveis, do gás de cozinha e de outros derivados do petróleo.

Na manifestação desta manhã, em frente à Refap, em Canoas/RS, a polícia militar usou a força e os seus equipamentos de repressão para tentar impedir a manifestação. Bombas de efeito moral foram usadas contra os manifestantes que, em caminhada, chegaram ao pátio da refinaria.

Reprimidos também pela justiça que, sem ouvir os trabalhadores, declarou a greve ilegal e estabeleceu até multa, os petroleiros prometem não se intimidar, até mesmo porque sabem o que está acontecendo dentro da Petrobras e por isso, espontaneamente, não irão trabalhar.

Dirigentes e militantes ligados ao Sindimetrô/RS, assim como de outros sindicatos ligados à CSP Conlutas e a outras centrais sindicais, participaram do protesto. Em campanha salarial, os metroviários se reúnem em assembleia geral nesta quarta-feira, às 12h30min, no pátio da Trensurb.

image-2466

image-2467

image-2468

Categoria: Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.