SINDIMETRÔ/RS MARCA PRESENÇA NO 4º CONGRESSO NACIONAL DA CSP – CONLUTAS

image-3171

Analisar a conjuntura da política nacional, reorganizar e fortalecer as entidades sindicais, elaborar um plano contra as privatizações e recuperar os direitos dos trabalhadores, entre outras deliberações importantes. Essas foram as temáticas centrais das discussões no 4° Congresso Nacional da CSP – Conlutas, que reuniu centenas de participantes na cidade de Vinhedos, em São Paulo, entre os dias 3 e 6 de outubro.

Filiado à Central Sindical e Popular, o Sindicato dos Metroviários do Rio Grande do Sul esteve representado pelos seus dirigentes, Luis Henrique Chagas, Ayllu Acosta e Giba Sanches. Eles participaram da setorial de transportes, que reuniu 54 trabalhadores das categorias de metroviários, ferroviários, rodoviários, aeroviários e caminhoneiros. Sendo três delegações internacionais com companheiros do México, Itália e Argentina. Além do RS, estiveram presentes os metroviários do Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco.

A pauta incluiu as privatizações e terceirizações dos metrôs de Porto Alegre, São Paulo e Recife; o alto valor das tarifas – segundo última pesquisa do IBGE, os brasileiros gastam mais com transporte do que com alimentação; perseguição aos sindicalistas do RS e de SP, que foram afastados ou demitidos sumariamente na greve geral de 14 de junho; arrocho salarial; acidentes de trabalho e alta rotatividade dos trabalhadores nos setores privados. O grupo deliberou sobre a elaboração de uma cartilha nacional do setor, com a inclusão do tema assédio sexual às mulheres no transporte público. Além disso, foi encaminhada uma moção de apoio aos seis colegas sumariamente afastados na greve geral, repudiando a direção da empresa e o governo Bolsonaro.

image-3172

image-3173

ELEIÇÃO CONSELHO FISCAL

image-3168

Foi realizada na tarde desta sexta-feira, 27, o escrutínio da eleição para o Conselho Fiscal do Sindimetrô/RS. As votações ocorreram no período de 23 a 27 de setembro e contaram com nove candidatos inscritos.

A apuração dos votos teve o seguinte resultado: Back – 97 votos; Renato Dilelio – 97 votos; Abreu – 92 votos; Ribeiro – 88 votos; Giovane Rodrigues – 78 votos; Ochoa – 62 votos; Gonzaga – 57 votos; Sérgio Bastos – 45 votos; Carmen – 41 votos.

No total foram 679 votos computados.
Desses, apenas 22 votos foram brancos ou nulos.

A posse dos conselheiros, para um mandato de três anos, se dará em novembro. Os membros titulares eleitos são: Back (SETRA), Renato Dilelio (SEOPE), Abreu (SETRA), Ribeiro (SEOPE) e Giovane Rodrigues (SEOPE).
Os suplentes são: Ochoa (SESIN), Gonzaga (SETRA) e Sérgio Bastos (SEMAP).

CHURRASCO PROMOVIDO PELO SINDIMETRÔ/RS REÚNE A CATEGORIA NO DTG TRILHOS DA TRADIÇÃO

Na terça-feira (17), no DTG Trilhos da Tradição, localizado no Parque Eduardo Gomes, em Canoas, o Sindimetrô/RS promoveu o seu tradicional churrasco alusivo à Semana Farroupilha.

Para possibilitar a participação de todos os colegas, o sindicato organizou um almoço e um jantar. Mesmo com chuva durante boa parte do dia, muitos colegas prestigiaram o churrasco. Músicas do folclore gaúcho animaram a noite.

O Sindimetrô/RS destaca a importância dessas atividades que fortalecem a integração dos metroviários. Numa conjuntura adversa, com possibilidade de privatização da empresa, a união da categoria é essencial.

image-3117

image-3118

image-3119

image-3120

image-3121

image-3122

image-3123

SINDIMETRÔ PARTICIPA DE ATO CONTRA A EXTINÇÃO DO SERPRO E DA DATAPREV

Diretores do Sindimetrô/RS participaram nesta segunda-feira, 09, de um ato público contra a privatização do Serpro e da Dataprev. Convocada pelo Sindppd-RS, a atividade foi realizada no Serpro, na região central de Porto Alegre. A atividade reuniu representações de diversos partidos políticos, centrais sindicais e servidores destas e de outras instituições públicas.

A privatização da tecnologia de informação ameaça a soberania tecnológica do país, possibilita a violação de dados armazenados nas empresas, aumenta a dependência por dados e favorece o monopólio privada na área de tecnologia da informação.

“Unificar a luta contra as privatizações é um dever de todas as entidades representativas dos trabalhadores”, advertiu o presidente do Sindimetrô/RS Luis Henrique Chagas.

O Sindimetrô/RS e a categoria metroviária estão na luta contra a ameaça de privatização da Trensurb, que também está na lista de privatizações de Paulo Guedes.

A direção do sindicato, em conjunto com a categoria, definirá em breve um calendário de mobilização. Participe desta luta! A Trensurb é do povo gaúcho!

image-3108

image-3109

image-3110

image-3111