JORNAL DO SINDICATO DESTACA O PROTAGONISMO DAS MULHERES

Circula nas estações e no prédio administrativo da Trensurb e nas redes sociais do sindicato a edição de fevereiro do Jornal do Sindimetrô/RS.

O informativo é uma edição especial para o mês da mulher – março.

Destaca a reforma da previdência, a programação do 8 de março – Dia Internacional da Mulher e os blocos femininos do carnaval porto-alegrense.

Na sexta-feira, 08, as mulheres estarão durante o dia no Largo Glênio Peres, dialogando com a população. O dia será encerrado com um grande ato público.

TRENSURB AFRONTA USUÁRIOS COM NOVO TARIFAÇO

image-2847

A Trensurb afronta os usuários ao aumentar o valor da passagem para R$ 4,20, majoração que se dá um ano após a tarifa ter passado de R$ 1,70 para R$ 3,30, absurdo aumento de 147%. Milhares de estudantes e trabalhadores que utilizam o trem para deslocamentos diários serão duramente afetados pelo aumento.

Para o Sindimetrô/RS, os desempregados da região metropolitana de Porto Alegre terão ainda mais dificuldades para conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho, uma vez que faltarão recursos para o transporte. Segundo o IBGE divulgou na quarta-feira, 27, o desemprego subiu para 12% em janeiro e atinge 12,7 milhões de trabalhadores.

“Uma empresa pública não deve se pautar pela geração de lucro. Tem que prestar um serviço de qualidade e com preços acessíveis à população usuária”, afirma o presidente do Sindimetrô/RS Luis Henrique Chagas.

É, no mínimo, mal-intencionada a afirmação da empresa de que “os gastos com pessoal aumentaram com o prolongamento da linha até Novo Hamburgo”. A quantidade de funcionários não aumentou com as novas estações colocadas em operação. Ao contrário, o número tem caído ano após ano.

O Sindimetrô/RS entende que a Trensurb economizaria recursos se cortasse o exagerado número de cargos em comissão e de funções gratificadas, que oneram a empresa em mais de R$ 20 milhões por ano. Os CCs e FGs geram salários fora da realidade da maioria dos usuários e dos próprios funcionários da empresa. Além disso, os valores absurdos dos contratos de terceirização também oneram os cofres.

O sindicato avalia que o aumento tem como objetivo repassar, em breve, a empresa para a iniciativa privada. Não é segredo que o governo Federal tem a intenção de privatizar empresas de transporte. “Neste caso, as tarifas são aumentadas para que um futuro comprador assuma o controle com uma boa margem de lucro”, avalia Chagas.

O presidente do Sindimetrô/RS ainda lembra que o transporte é um direito constitucional, com os governos municipais, estaduais e federais tendo a obrigação de subsidiar a tarifa.

Foto: Repórter Popular

FÓRUM APRESENTA MANIFESTO EM DEFESA DA PREVIDÊNCIA E CHAMA À CONSTRUÇÃO DE UMA GREVE GERAL

O Fórum em Defesa da Previdência se reuniu no início da noite de quarta-feira, 27. Com o auditório do CPERS/Sindicato lotado, foi apresentado um manifesto em defesa da Previdência. O documento também chama para a construção de uma greve geral contra a reforma que tramita no Congresso Nacional e contra todos os projetos que retiram direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Dirigentes do Sindimetrô/RS participaram da reunião.

image-2842

image-2843

image-2844

NOTA DE PESAR

image-2839

O Sindimetrô/RS se solidariza com familiares e colegas do maquinista Rodrigo Assunção, que faleceu nesta quarta-feira, 27, após dois trens da Supervia se chocarem na estação São Cristóvão, na cidade do Rio de Janeiro. Outras oito pessoas ficaram feridas com a colisão.

Ao mesmo tempo que manifesta solidariedade, o Sindimetrô/RS lembra que o metrô do Rio é privatizado. Para o sindicato, o lucro não pode prevalecer sobre as vidas humanas.

METROVIÁRIOS DO RS APROVAM PAUTA DE REIVINDICAÇÕES

image-2836

Em assembleia realizada na terça-feira, 26, os metroviários do Rio Grande do Sul discutiram e aprovaram a pauta de reivindicações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020. Nas cláusulas econômicas, a categoria reivindica um reajuste com base no IPCA, mais 3% de aumento real.

Documento com as reivindicações será entregue à administração da empresa no dia 15 de março, em conjunto com outras entidades sindicais com representação na categoria. Ao contrário de anos anteriores, desta vez os sindicatos decidiram conduzir a Campanha Salarial de modo unificado.

ASSEMBLEIA GERAL DOS METROVIÁRIOS

Metroviários se reúnem em Assembleia Geral nesta terça-feira, 26, para discutir e aprovar a pauta de reivindicações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019/2020. A assembleia será na sede do sindicato, às 15h. No dia também serão discutidos os honorários advocatícios no processo do auxílio-creche.