URV-1: ATENÇÃO METROVIÁRIO(AS)

image-2504

Os(as) colegas que ainda não preencheram a autorização para depósito em conta dos valores correspondentes a URV-1 devem procurar o sindicato, das 8h às 17h, para proceder a assinatura.

Em caso de beneficiário(a) falecido(a), os(as) sucessores(as) devem entrar em contato com o escritório da Drª Silvia Burmeister pelos telefones 51-32288294, 32255271, 32282908 e 32121864. O contato também pode ser pelo e-mail burma@portoweb.com.br

Jornal destaca a aprovação do Acordo Coletivo

A edição 133 do Jornal do Sindimetrô/RS tem como principal destaque a aprovação, em assembleia geral, do Acordo Coletivo 2018/2019 e o índice do dissídio do ano passado.

O informativo também destaca o 28 de junho, Dia de Luta LGBT; as perdas provocadas pela falta de troco e de efetivo; e os riscos na Via Permanente 16, a VP16.

O material ainda aborda informações jurídicas e notas sobre as dificuldades no dia a dia de trabalho dos metroviários e das metroviárias.

Confira, aqui, a versão eletrônica do jornal. A edição impressa começa a circular na linha e nas dependências administrativas da empresa a partir desta quinta-feira, 21.

CATEGORIA APROVA PROPOSTA DE REAJUSTE SALARIAL

Depois de muita pressão e negociação, sobretudo após a empresa ter apresentado um pacote de maldades que retirava inúmeros direitos da categoria, metroviários e metroviárias aprovaram, em assembleia geral realizada no início da tarde desta quarta-feira (13), o Acordo Coletivo 2018/2019 e o índice do dissídio do ano passado.

Foi aprovado o pagamento de 70% da inflação medida pelo INPC no Acordo Coletivo deste ano, assegurando um reajuste de 1,18% na folha de julho. A proposta inicial da empresa era pagar apenas 60%. Com relação ao dissídio do ano passado, foi acertado o pagamento integral do IPCA (4,05%) na folha de julho e a integralização do retroativo na folha de agosto.

O fechamento da negociação ocorre numa conjuntura em que poucas categorias estão conseguindo repor a inflação nos vencimentos e em que muitas estão, inclusive, perdendo direitos em função da Reforma Trabalhista. Neste sentido, a direção do Sindimetrô/RS considera uma vitória o fato da categoria ter mantido todas as cláusulas históricas do Acordo Coletivo, conquistadas com muita luta, mas adverte para a necessidade de manutenção da mobilização, sobretudo na negociação do Acordo de Escalas e contra as ameaças de privatização da empresa.

A direção do Sindimetrô/RS parabeniza os metroviários e as metroviárias pela mobilização durante a campanha salarial. Com grande participação nas atividades e assembleias, a categoria mostrou sua força e unidade para lutar.

 

ATENÇÃO, METROVIÁRIOS(AS)! QUARTA É DIA DE ASSEMBLEIA

Metroviários(as) do Rio Grande do Sul voltarão a se reunir em assembleia geral na próxima quarta-feira, 13, às 12h30, no pátio da empresa.

Em Campanha Salarial, a categoria decidirá se aceita ou não a proposta apresentada pela administração da empresa em relação ao dissídio do ano passado e ao Acordo Coletivo deste ano.

image-2490

Sindimetrô/RS recepciona novos colegas

O Sindimetrô/RS recepcionou no final da tarde desta sexta-feira, 08, em sua sede, dois novos colegas: um do Seope e um do Administrativo. Outros dois profissionais, Marcelo e Lucas Rodrigues, ambos do Seope, não puderam comparecer.

Todos os colegas estão sindicalizados e se incorporam à família metroviária nas mobilizações contra a retirada de direitos, o sucateamento da empresa e as constantes investidas visando a sua privatização.

Na foto, o colega Álvaro, Técnico Administrativo, e a colega Milena, Seope/Estações.

Sejam bem-vindos!

image-2486

image-2487

ACORDO COLETIVO: dia de negociação garante avanços para a categoria

Após muita pressão, sobretudo depois que a empresa apresentou um pacote de maldades que retirava inúmeros direitos dos(as) metroviários(as), foi acertada a renovação das cláusulas sociais, inclusive com a manutenção do Vale Cultura e do pagamento da periculosidade e do risco de vida para os(as) colegas da segurança.

A negociação também apresentou avanços nas cláusulas econômicas. Em reuniões realizadas nesta quarta-feira (06), com intermediação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), a Trensurb avançou de 60% para 70% no pagamento do INPC referente ao acordo coletivo deste ano. Isso assegura, na folha de julho, um reajuste de 1,18%. Com relação ao acordo do ano passado, a empresa se compromete a retirar o recurso, pagar os 4,05% na folha de julho e a integralizar o retroativo na folha de agosto.

Em reunião realizada no final da tarde no TRT, também foi assumido o compromisso de renovar o acordo de escalas até o fim dos trabalhos da comissão de negociação.

Na assembleia de hoje, os(as) metroviários(as) decidiram pela manutenção do estado de greve e não realização de horas extras até o encerramento das negociações. A próxima assembleia geral da categoria está marcada para a quarta-feira (13), às 12h30min, no pátio da Trensurb.

image-2481

image-2482

image-2483