Ferroviários franceses entram em greve contra a reforma trabalhista do governo Macron

Os ferroviários franceses começaram na terça-feira, 03, uma greve contra a reforma trabalhista do governo Emmanuel Macron. Estão programadas 36 paralisações até o final de junho, uma de 48 horas a cada cinco dias.

De acordo com os ferroviários, a reforma prevê mudanças nas funções da categoria e retira direitos, além de abrir caminho para a privatização da SNCF (Société Nationale des Chemins de fer Français), companhia ferroviária estatal francesa.

Outros setores da economia francesa também estão realizando greves por melhores salários e por melhores condições de trabalho. É o caso da aviação e da energia. Universidades também paralisaram as atividades.

Em permanente luta contra a retirada de direitos pelo governo Temer e governos estaduais e municipais, a Fenametro e o Sindimetrô/RS apoiam e expressam solidariedade aos colegas ferroviários franceses.

image-2318

image-2319

Jornal destaca a eleição de representantes e o aumento da participação feminina no Sindicato

A edição 130 do Jornal do Sindimetrô/RS tem como destaque o resultado do processo eleitoral que definiu o Conselho de Representantes para o triênio 2018/2021. A eleição mostrou um aumento da participação feminina no sindicato. Pela primeira vez o setor de segurança, em sua maioria formado por homens, elegeu uma mulher como representante.

O informativo também destaca o acidente envolvendo um Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e um caminhão, em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife, que deixou colegas da CBTU feridos. O Sindimetrô/RS e a Fenametro cobram da empresa medidas de prevenção que garantam a segurança dos colegas.

Outro tema abordado pelo jornal é a crônica falta de moedas nas bilheterias, que provocam a abertura de cancelas e a consequente evasão de receitas. Até o dia 27 de março foram quase três mil liberações, um prejuízo de aproximadamente R$ 10 mil, montante que poderia ser usado para garantir melhores condições de trabalho para os funcionários.

Definido o Conselho de Representantes

Foram apurados na tarde desta sexta-feira, 23, na sede do Sindimetrô/RS, os votos que definiram os representes sindicais para o período 2018/2021. Confira, abaixo, os eleitos por local de trabalho.

ADMINISTRAÇÃO
Nome-Votos
Flávio-64
Tunico-46
Lia-37

MANUTENÇÃO 1
Nome-Votos
Clóvis-36
Ariovaldo-30

MANUTENÇÃO 2
Nome-Votos
Peludo-20
Hamilton-19

CEDAER
Nome-Votos
Gil-14

SETRA
Nome-Votos
Alberto-94
Andrade-88
Júlio-62

SEOPE/SEGUR
Nome-Votos
Solano-55
Arim-50
Júlio-49
Cristine-43

SEOPE/SEEST
Nome-Votos
Kurkowski-103
Gilvane-101
Lucas Viegas-91
Keity-82
Antonello-81
Ana Paula-79
Letícia-69

Confira a edição 129 do Jornal do Sindimetrô/RS

Circula nos locais de trabalho a edição 129 do Jornal do Sindimetro/RS, que destaca a participação das metroviárias nas atividades do 8 de Março – Dia Internacional de Luta das Mulheres.

O informativo ainda aborda a multa aplicada a Trensurb pelo Procon/RS referente ao abusivo aumento da tarifa, uma “multa de caráter pedagógico”, e o debate organizado pelo sindicato sobre o transporte público na região metropolitana. Traz, ainda, informações sobre o dissídio coletivo 2017/2018 e a entrega da pauta de reivindicações da atual Campanha Salarial.

Atenção, metroviários! Participe da eleição de representantes sindicais

Começou na segunda-feira, 19, e termina na sexta-feira, 23, a eleição para representantes sindicais. O eleitor escolhe entre os candidatos do seu local de trabalho, conforme segue:

  • Administração, até dois candidatos;
  • Segur, até quatro candidatos;
  • Seest, até sete candidatos;
  • Manutenção 1, até dois candidatos;
  • Manutenção 2, até dois candidatos;
  • Setra, até três candidatos;
  • Cedaer, um candidato.

 

Inscrições – Nome – RE – Setor

Administração

21 – Flávio Rudimar da Cruz Rodrigues – 1818 – SEPES

22 – Antonio Thadeu Souza Almeida – Tunico – 45 – SERAM

39 – Camila da Silva Gonçalves Werner – 3793 – SEPAR

48 – Lia Astrada da Rosa – 179 – SESET

49 – Rosangela Silveira Pedroso – 3638 – SESET

 

Manutenção 1 (SESIN, SENERG e GESIS)

03 – Paulo Ricardo Martins Ochoa – 1500 – SESIN

24 – Pedro Ricardo Deken – 1744 – SENERG

31 – Ariovaldo Lourenço Machado – 1547 – SENERG

32 – Clóvis Adolphs Corrêa -1157 – SESIN

 

Manutenção 2 (SEVIP, SEOFI, SEMAP E GEMAN)

09 – Carlos Alberto Rosa da Silva – Cacá – 202 – SEVIP

16 – Luis Cláudio da Silva Martins – Peludo – 203 – SEOFI

30 – Hamilton Santo Porto da Silva – 1068 – SEVIP

 

SETRA

08 – Adriano Andrade Formiga – 1782 – SETRA

25 – Alberto André Marques Gonçalves – 822 – SETRA

34 – Lauri Rohrig Da Costa – 626 – SETRA

36 – Júlio Cesar Correa Da Silva – 1808 – SETRA

37 – Rafael Vieira de Souza – 2470 – SETRA

 

CEDAER

27 – Gil Roberto Guimarães de Lima da Silva – 2875 – CDO

 

SEOPE/SEGUR

05 – Jonatah Mariano Godoy Paz – 4021 – SEOPE

11 – Uilson Roberto Pinheiro Sprenger – 4039 – SEOPE

14 – Julio Cesar Brixner – 4061 – SEOPE

15 – Cláudio Roberto Pehlke – 4069 – SEOPE

17 – Roberto Arim Lopes-2471-SEOPE

18 – Cristine Elisabeth Schell – 4074 – SEOPE

29 – Marcelo Wiebusch – 4036 – SEOPE

35 – Solano da Silva – 690 – SEOPE

 

SEOPE/ESTAÇÕES

01 – Gabriel Wolf Flores – 3574 – SEOPE

02 – João Luiz de Souza Kurkowski – 3749 – SEOPE

04 – Lucas Corrêa Viegas – 3424 – SEOPE

06 – Rafael Fogaça Leal – Juninho – 3576 – SEOPE

07 – Ronas Augustin Mendes Filho – 3939 – SEOPE

12 – Vilso José Antonello – 3097 – SEOPE

13 – Cícero Rauy Flores da Silva – 3739 – SEOPE

19 – Gilvane de Oliveira – 3787 – SEOPE

20 – Flaviani Castro da Silva – 3594 – SEOPE

23 – Keity Francielly Silva Goularte – 3354 – SEOPE

26 – Israel Muniz Fischer – 3788 – SEOPE

28 – Vágner André Rocha – 3776 – SEOPE

33 – Ivan Ehlers Brandão – 793 – SEOPE

38 – Grazielle Espindola Birognin – 3744 – SEOPE

43 – Renato Campos Dilelio – 3762 – SEOPE

44 – Leticia Schmitt Nardão – 3205 – SEOPE

45 – Alisson Tomaz Parizotto da Silva – 3447 – SEOPE

46 – Acir Almeida Trindade Filha – 3251 – SEOPE

47 – Ana Paula Gomes Caxeiro – 2838 – SEOPE

Nota do Sindimetrô/RS: Marielle Franco, presente!

image-2297

Sindimetrô/RS vem a público manifestar seu pesar frente ao assassinato da vereadora do município do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL) e de Anderson Pedro Gomes, motorista que a acompanhava.

O sindicato se solidariza com familiares e amigos neste momento de dor e de indignação. Com marcante atuação na área de direitos humanos, sobretudo nas comunidades carentes do município, a vereadora mexeu com o sistema que oprime moradores das áreas que não são cartões postais da cidade.

As características do crime apontam para uma execução política. Marielle tinha denunciado há pouco tempo a ação da PM na comunidade de Acari, intervenção essa baseada no uso arbitrário da força, reprimindo e coagindo a população.

A direção do Sindimetrô/RS exige uma apuração imediata e rigorosa desse crime. As vozes dos que lutam não serão caladas pela força e pela imposição do medo!

Sindimetrô/RS
15 de março de 2018