assembleia_geral_160816_04
image-1489

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (16), os metroviários decidiram, por ampla maioria, aguardar o julgamento do Acordo Coletivo pela Justiça do Trabalho. Durante audiência de conciliação na manhã de hoje, o desembargador responsável pelo processo marcou o julgamento para o dia 5 de setembro.

Como o Sindimetrô/RS e a Trensurb entraram em comum acordo na Justiça, o resultado do julgamento será aplicado imediatamente e retroativo a maio deste ano.

A antecipação do julgamento é fruto da pressão exercida pelo sindicato e pela categoria nos últimos dias, inclusive com a realização de duas paralisações de 24 horas, quando os trens circularam apenas nos horários de pico.

A luta da categoria não se interrompe com o julgamento do Acordo Coletivo. A categoria se dedicará a barrar o processo de privatização da Trensurb, uma campanha que deve ser feita em parceria com os colegas da CBTU.

Não está fora do horizonte da categoria futuras paralisações para exigir efetivo, melhores condições de trabalho e contra a privatização. Uma das alternativas para fortalecer essa luta passa por buscar o apoio das comunidades atendidas pela linha do trem.

Também ficou definido que o Sindimetrô/RS continuará manifestar  sua contrariedade ao processo de privatização da Trensurb, bem como cobrar medidas de contratação de pessoal e mais segurança para funcionários e passageiros.

 

assembleia_geral_160816_02
image-1490

assembleia_geral_160816_01
image-1491

assembleia_geral_160816_03
image-1492