Metroviários dizem não à Reforma da Previdência | SindimetrôRS
15 março 2017
15 março 2017,
 0

O Dia Nacional de Lutas e Mobilizações contra a Reforma da Previdência reuniu, em Porto Alegre, no início da noite desta quarta-feira 15, mais de dez mil pessoas. Os metroviários participaram ativamente do dia de protestos.

No começo da manhã, a direção do Sindimetrô/RS e integrantes da categoria distribuíram, nas estações da linha do trem metropolitano, uma cartilha produzida pela CSP Conlutas que explica em detalhes os prejuízos causados aos trabalhadores no caso de a reforma ser aprovada.

Na sequência, o movimento se estendeu ao pátio da Trensurb, quando a pauta de reivindicações da categoria foi entregue à direção da empresa.

O dia também teve uma mobilização na estação Mercado, a de maior movimento da linha. Com catracas liberadas, uma carta aberta contra a Reforma da Previdência e a privatização da Trensurb foi entregue aos usuários.

O dia foi finalizado com um ato público na Esquina Democrática, tradicional ponto de manifestações no Centro de Porto Alegre. Da esquina, os manifestantes saíram em caminhada até o Largo Zumbi dos Palmares.
As falas durante a atividade que encerrou o dia de mobilização condenaram a reforma, que, se aprovada, inviabilizará a aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. A construção de uma grande greve geral contra as reformas e os ajustes dos governos e dos patrões foi ressaltada durante a atividade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.