A diretoria do Sindimetrô/RS esteve reunida com os metroviários do setor de manutenção na noite desta quinta-feira, 31. No encontro, foi apresentado o conjunto de ações que a entidade está realizando contra a privatização da Trensurb.

O objetivo é levar ao conhecimento de todos os metroviários e metroviárias a real situação da categoria no RS e no Brasil, e ouvir as sugestões para ampliação da luta. Além de convocá-los para as atividades de mobilização.

“Não vamos aceitar que tirem nossos empregos, o sustento das nossas famílias e a nossa dignidade. Não abrimos mão desta empresa pública e defendemos uma tarifa social”, disse Chagas.

O presidente do sindicato adiantou que os prefeitos e vereadores das cidades atendidas pelo trem serão procurados. “Não importa o partido, queremos que eles assumam o compromisso de defender a Trensurb estatal e sem aumentos abusivos da passagem”, destacou.

Os trabalhadores aprovaram uma campanha na mídia e redes sociais, além da distribuição de material explicativo aos usuários. A iniciativa visa esclarecer à população que o transporte é um direito constitucional e que o preço da tarifa aumentará muito caso a Trensurb seja privatizada.

image-3369

image-3370

image-3371