camara
image-1397

Dirigentes do Sindimetrô/RS e integrantes da categoria metroviária participaram do Grande Expediente da Câmara de Vereadores de Canoas na noite de quinta-feira, 16. Apresentaram aos vereadores canoenses a Campanha Nacional Contra Privatização dos Metrôs, alertando para os prejuízos aos usuários e funcionários com uma eventual privatização. A campanha foi colocada em prática após o Governo Federal, em julho do ano passado, tornar pública a intenção de privatizar os metrôs de Porto Alegre e de Belo Horizonte.

Para o presidente do Sindimetrô/RS, Luis Henrique Chagas, os trens da Trensurb devem ser mantidos públicos e com a prestação de um serviço de qualidade e com tarifa justa. Lembrou que o público que utiliza o trem como meio de transporte é formado principalmente por trabalhadores de baixa renda e estudantes. Cerca de 220 mil usuários utilizam diariamente o trem para deslocamentos no eixo norte da Região Metropolitana de Porto Alegre. “Temos a segunda tarifa mais baixa do país”, afirmou Chagas. A mais baixa – R$ 1,60 – é cobrada na cidade do Recife.
Conforme o sindicato, um dos efeitos imediatos da privatização seria o aumento da tarifa, a exemplo do que acontece na cidade do Rio de Janeiro, que conta com um sistema de metrô privatizado. Enquanto os cariocas pagam R$ 4,10 por viagem, o metrô de Porto Alegre, com tarifa subsidiada pelo governo, tem tarifa de R$ 1,70. “O serviço de transporte é considerado essencial e deve permanecer público”, enfatizou Chagas.

Outras consequências da privatização apontadas pelo sindicato seriam a queda na qualidade do atendimento e a precarização das relações de trabalho. Autor da solicitação do espaço, vereador Emilio Neto (PT) salientou que a cidade de Canoas seria a cidade mais atingida. “É um transporte eficiente, rápido, barato, econômico e não poluente”, disse. A Campanha também será apresentada nas câmaras de vereadores dos demais municípios atendidos diretamente pela linha do trem metropolitano.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Canoas

Fotos: Willyan Bertotto