A LUTA CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DOS TRENS É NACIONAL

A LUTA CONTRA A PRIVATIZAÇÃO DOS TRENS É NACIONAL

No Rio Grande do Sul, a Trensurb é visada pelo governo como uma empresa estratégica para o projeto de ataques e venda de serviços públicos ao interesse privado. Em Belo Horizonte, a CBTU, empresa estatal de trem urbano, também está sob a mira da privatização. Os diretores sindicais Chagas, Ayllu, Wladimir e Ronas estão em Belo Horizonte para firmar a luta nacional contra as desestatizações. Nesta quinta, houve uma reunião dos representantes do Sindimetrô-RS, junto à direção do Sindimetrô-MG e equipe técnica e jurídica do escritório Advocacia Garcez. Além da apresentação de relatório com todas ações jurídicas feitas até então pelo escritório, também foram firmadas ações e encaminhamentos para seguir na luta nacional contra as desestatizações.

A busca da participação de deputados federais na luta, visando um enfrentamento político de maior alcance nas câmaras estaduais e federal continua. Após, ocorreu um almoço com o deputado federal Rogério Correia (PT-MG), um dos líderes da Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Público Sobre Trilhos; a vereadora Iza Lourença (PSOL-MG) e a deputada estadual Beatriz Cerqueira (PT-MG). Mais tarde, houve uma reunião virtual com o Deputado Federal Bohn Gass (PT-RS), com iniciativas visando a defesa dos serviços públicos de transporte urbano.

 

Posse Representantes Sindicais do SINDIMETRÔ/RS – Triênio 2021-2024

Posse Representantes Sindicais do SINDIMETRÔ/RS – Triênio 2021-2024

A Comissão Eleitoral convida a todos e todas para a Posse dos Representantes Sindicais, no dia 08 de outubro de 2021, às 15h, na sede do SINDIMETRÔ/RS.

Ao final, será oferecida uma recepção aos eleitos no Salão de Festas da entidade.

Porto Alegre, 04 de outubro de 2021.

Carmen Margareti dos Santos Rodrigues
Presidente da Comissão Eleitoral

 

 

METROVIÁRIOS VÃO ÀS RUAS PELO FORA BOLSONARO

METROVIÁRIOS VÃO ÀS RUAS PELO FORA BOLSONARO

 

Uma multidão de pessoas compareceu hoje em protesto pelo impeachment de Bolsonaro. Diversos partidos, entidades sociais, sindicais, estudantis se uniram e formaram uma marcha diversa, plural e unificada pelo Fora Bolsonaro.

Os metroviários fizeram coro e levaram suas bandeiras contra as privatizações, precarizações dos serviços públicos e contra o aumento da passagem. Os atos pelo Fora Bolsonaro aconteceram em todas as regiões do país e em Porto Alegre ganhou maior corpo do que o último. O descontentamento com o governo federal só aumenta. “Tá tudo caro, a culpa é do Bolsonaro” gritava a multidão.

A insatisfação com a corrupção, o aumento da fome, da violência doméstica contra as mulheres e pessoas LGBTQIA+, o corte de verbas da educação, as privatizações de empresas estatais entre outras pautas mostraram a força do povo nas ruas contra Bolsonaro.

 

 

CONFIRA O RESULTADO FINAL DA ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES SINDICAIS

CONFIRA O RESULTADO FINAL DA ELEIÇÃO DOS REPRESENTANTES SINDICAIS

image-4890

A eleição dos novos representantes da base (2021 a 2024)  se encerrou na última sexta-feira (24) e finalizou o processo eleitoral iniciado em julho. A nova nominata toma posse no dia 08 de outubro.

Agora, estes colegas terão a incumbência de se inserir na luta contra a privatização da Trensurb, ajudar nas mobilizações da base, colaborar na atuação sindical e levar ou trazer as demandas dos metroviários à diretoria do Sindimetrô.

Confira os nomes e as votações dos titulares e dos suplentes de representantes eleitos por setor.

SEEST
Classificação RE Nome Votos Situação
1 0853 José Carlos de Souza 66 Titular
2 1184 Clóvis Nei Cardoso Pinheiro 23 Titular
3 3440 Pablo Messias 22 Titular
4 3444 Kely de Araujo 21 Titular
5 2838 Ana Paula Gomes Caxeiro 17 Titular
6 3696 Fernando Gueno de Paoli 12 Titular
7 3759 Pâmela dos Santos Sinhorelli 11 Titular
8 3737 Camila Palomo Debesaitys 11 Suplente
9 4154 Luís Gustavo Mello Nunes 10 Suplente
10 3574 Gabriel Wolf Flores 09 Suplente
11 1110 Arno Leopoldo Reinheimer 07 Suplente
12 3736 Alexandre Silveira Garcia 05 Suplente
13 2488 Elson Joaquim Trindade 03 Suplente
 Brancos/ nulos 04

 

SEGUR
Classificação RE Nome Votos Situação
1 4024 Ana Paula Pinheiro Almada 19 Titular
2 2471 Roberto Arim Lopes 18 Titular
3 1284 Luis Antônio Gonçalves Garcia 15 Titular
4 1748 Carlos Augusto Belolli de Almeida 14 Titular
5 3223 Jair Soares Martins 14 Suplente
6 1755 Édson Carlos Ferreira dos Santos 10 Suplente
7 1759 Eraldo Francisco Pires Selveira 04 Suplente
8 4036 Marcelo Weibush 04 Suplente
 Brancos/ nulos 02

 

SETRA
Classificação RE Nome Votos Situação
1 1782 Adriano Andrade Formiga 28 Titular
2 0957 Antônio Ricardo de Abreu 20 Titular
3 2451 Henrique Luíz Frozza 14 Titular
4 2462 Marcos Oliveira da Costa 08 Titular
5 1808 Júlio César Corrêa da Silva 07 Suplente
6 0892 Alberto André Marques Gonçalves 05 Suplente
7 1884 Fernando de Mello Nunes 04 Suplente
8 0892 Antônio Gilberto dos Santos Sanches 03 Suplente
 Brancos/ nulos 01

 

MANUTENÇÃO
Classificação RE Nome Votos Situação
1 203 Luís Cláudio da Silva Martins 17 Titular
2 384 Valdomiro dos Santos Moraes 11 Titular
3 1500 Paulo Ricardo Martins Ochoa 11 Titular
4 1883 Alessandro Pinto Batista 10 Titular
5 1195 Jorge Luís Demeneghi 10 Suplente
6 1157 Clóvis Adolphs Corrêa 10 Suplente
7 1547 Ariovaldo Lourenco Machado 10 Suplente
8 3783 Cristiano Insaurriaga Gularte 08 Suplente
 Brancos/ nulos 02

 

ADMINISTRATIVO
Classificação RE Nome Votos Situação
1 1264 Carlos A. dos Santos 56 Titular
2 1152 Ocilon de Freitas Carpes 21 Titular
3 45 Antônio Thadeu Almeida 09 Titular
4 3406 Raquel Mespaque da Silveira Madalena 09 Suplente
5 2855 Júlio César Dalla Valle Maciel 06 Suplente
 Brancos/ nulos 04

 

 

METROVIÁRIOS ASSINAM ACORDOS COLETIVOS

METROVIÁRIOS ASSINAM ACORDOS COLETIVOS

Na tarde de hoje foi assinada a renovação do Acordo Coletivo e de Escalas dos trabalhadores da Trensurb. Os acordos foram renovados por dois anos (2021-2023) e mantêm conquistas históricas da categoria.

Apesar da política do governo federal de retirar direitos e querer acabar com os serviços e servidores públicos, os metroviários se mobilizaram por mais de quatro meses para que não houvesse retrocesso em relação ao acordo atual. Após impasses e endurecimento por parte da Trensurb, a categoria decretou greve e as negociações tiveram que ser mediadas pelo TRT.

A última mediação feita pelo TRT com o Sindimetrô RS, a comissão de negociação e a Trensurb ocorreu no dia 13 de setembro. A aprovação da contraproposta da empresa foi decidida por ampla maioria em assembleia geral.