image-3820

O Sindimetrô lamenta que o governo Bolsonaro esteja rompendo o acordo coletivo com os trabalhadores dos Correios e retirando direitos conquistados pela categoria.

A greve nacional por tempo indeterminado, aprovada pela categoria na noite desta segunda-feira, tem apoio integral dos metroviários e das metroviárias do de Rio Grande do Sul.

O Sindicato dos Trabalhadores doa Correios do RS (Sintect-RS)  e o Sindimetrô, estão na mesma luta contra a privatização das duas estatais.

“Os metroviários não pararam um só dia, em meio a pandemia, transportando milhares de pessoas. Também os trabalhadores dos Correios seguiram fazendo as entregas, de porta em porta, apesar da falta de pessoal”, disse Luís Henrique Chagas, presidente do Sindimetrô-RS.