image-5270

image-5271

Ontem, 25, a diretoria do Sindimetrô RS recebeu Zakhar Popovych, economista ucraniano para conversar sobre o contexto político da invasão russa no seu país. Zakhar é membro do Socialny Rukh, sindicato independente da Ucrânia. A conversa contou com a presença da direção do Sindimetrô RS e de Roberto Robaina, candidato ao Senado pelo PSOL.

Zakhar agradeceu a solidariedade e dividiu um pouco do contexto político e sindical dos trabalhadores da Ucrânia, falou da herança da antiga União Soviética na formação política social. Segundo o economista, desde os anos 90, existe um surgimento de uma nova leva de representação política de esquerda de forma independente e não vinculada aos antigos moldes soviéticos.

Zakhar ressaltou a importância do sistema ferroviário neste momento de crise, em que suprimentos, alimentos e refugiados são transportados via trens. O país vive uma situação crítica e milhões de pessoas deixaram suas cidades. A economia não está funcionando, e o desemprego só aumenta. Mais de 5 milhões de pessoas saíram depois do conflito de guerra ser deflagrado há cinco meses, principalmente mulheres e crianças.

Segundo estimativas, a guerra acumula mais de 40 mil mortes. Segundo Zakhar, muitos líderes sindicais estão na linha de frente, lutando no exército. O intelectual vive há dois anos nos EUA e admite que a ajuda humanitária de outros países da Europa tem sido positiva e para os refugiados.

Sobre a postura do presidente ucraniano são controversas, pois o governo já adotou medidas antissindicais e contra os direitos dos trabalhadores. Zelenski é parte de um partido com uma agenda neoliberal e muito criticado, mas tem desempenhado um papel de resistência e fortalecimento da soberania do povo ucraniano tanto por parte da dominação russa quanto das pressões ocidentais.

Sobre os rumos da guerra, existem muitos fatores em jogo. Zakhar relatou com convicção que os ucranianos estão firmes em resistir para proteger sua soberania e que existe uma expectativa de que a classe trabalhadora russa se mobilize contra Putin.