Metroviários definem participação nas manifestações desta terça-feira

Os metroviários do Rio Grande do Sul definiram na tarde desta segunda-feira, 04, como participarão das manifestações programadas para esta terça-feira, 05, contra a Reforma da Previdência.

A categoria está orientada a trocar uniformes de trabalho por uma camiseta que identifique o sindicato. O protesto também terá um buzinaço entre as estações Mercado e Rodoviária, em Porto Alegre, no início da manhã.

Antes disso, nas estações Mercado, São Leopoldo e Novo Hamburgo, será realizada a distribuição de uma carta repudiando a suspensão da greve nacional e apontando algumas das mudanças previstas na reforma pretendida pelo corrupto governo Temer.

O dia de mobilização será encerrado com a participação de integrantes da categoria no ato que terá como ponto de concentração o entorno da Estação Rodoviária, com posterior deslocamento pelas ruas do Centro de Porto Alegre.

Nota do Sindimetrô/RS de repúdio à desmarcação da Greve Nacional

Fomos surpreendidos nesta sexta-feira, 1º, com a inusitada desmarcação da Greve Nacional contra a Reforma da Previdência prevista para o próximo dia 5. Consideramos um equívoco a suspensão da greve pelas maiores centrais sindicais do país – CUT, UGT, FS, CSB e NCST – sem apontar um calendário que dê continuidade à luta contra esse grave ataque aos trabalhadores.

Estas centrais, lamentavelmente, estão sendo pautadas pelo governo do ajuste fiscal e pelo sistema financeiro. Desta forma, cometem um erro que não conta com o respaldo da CSP Conlutas, central sindical a qual o sindicato é filiado.

O recuo ocorre no momento em que o governo Temer encontra dificuldades para obter os votos necessários para aprovar o fim da aposentadoria dos trabalhadores brasileiros. Acontece num período em que, na base das diferentes categorias, cresce a disposição de luta para realizar uma forte Greve Nacional que derrote definitivamente a Reforma da Previdência.

O Sindimetrô/RS não compactua com este recuo e aponta para a necessidade de manter a mobilização, com forte pressão nos deputados federais em suas bases e no Congresso Nacional. Agora não é hora de recuarmos, uma vez que o recuo do governo não é definitivo. Portanto, a reforma pode ser colocada em votação ainda em dezembro. Se isso ocorrer, chamamos todos os sindicatos e suas bases a paralisarem imediatamente o país.

Assembleia delibera por manter mobilização contra a Reforma da Previdência

image-1979

Os metroviários do Rio Grande do Sul, reunidos em assembleia geral na tarde desta sexta-feira, 1º, decidiram manter a mobilização contra a Reforma da Previdência. A assembleia não foi encerrada. Segue aberta, com nova reunião na segunda-feira, 04, às 15h, no sindicato.

A decisão da categoria foi tomada instantes depois de as maiores centrais sindicais do país – CUT, UGT, FS, CSB e NCST – recuarem na realização de uma Greve Nacional contra a reforma pretendida pelo governo Temer marcada para terça-feira, 05 (veja nota do sindicato).

A assembleia deliberou pela realização, no dia 05, de um buzinaço. A categoria irá trabalhar sem uniforme e distribuirá material denunciando o golpe destas centrais sindicais contra a organização dos trabalhadores e apontando os principais ataques contidos na proposta de reforma em tramitação no Congresso Nacional.

Assembleia para preparar a GREVE GERAL contra a Reforma da Previdência

Barrar a Reforma da Previdência está nas nossas mãos. Compareça à Assembleia Geral Extraordinária marcada para sexta-feira, dia 1º, na sede do sindicato, às 15h, para discutirmos a participação da categoria na Greve Geral convocada pelas centrais sindicais.

O governo Temer tenta convencer a população brasileira de que a reforma é necessária e “combate privilégios”. É preciso desmascarar todas as mentiras do governo e mostrar à sociedade o quanto prejudicial é essa reforma para os trabalhadores.

Participe da assembleia! A sua aposentadoria e a das gerações futuras – filhos e netos – está em jogo.

Não podemos permitir que Temer e um Congresso corrupto acabem com o direito do trabalhador se aposentar após anos de trabalho e de contribuição.

 

Veja AQUI o edital de convocação da Assembleia.

Convocação de Assembleia Geral Extraordinária para 1° de dezembro

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado do Rio Grande do Sul – SINDIMETRÔ/RS, por seu Presidente, no uso das suas atribuições legais e estatutárias, CONVOCA seus associados para Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada na Sede do Sindicato, na Rua Monsenhor Felipe Diehl 48, Bairro Humaitá – Porto Alegre, no dia 01 de dezembro de 2017, com primeira chamada ás 15h e em segunda e última chamada as 15:30 para atender a seguinte ordem do dia:

  1. Formas de mobilização para o Dia Nacional de Lutas 05 de dezembro de 2017, atendendo convocação das Centrais Sindicais, deliberando inclusive sobre paralisação ou não dos serviços.
  2. Assuntos Gerais.

Porto Alegre, 27 de novembro de 2017.

Luis Henrique Chagas
Presidente do Sindimetrô/RS